Eventos

« Prev October 2014 Next »
Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sunday
    1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
   

18 de Abril de 2012

Viagem a Paris (2011)

Torneio Impulsivo (Novembro 2011)

Festival Samora Machel (Outubro 2011)

17 de Abril de 2012 – abaixo tem um pdf sobre o plano de actividades FGYM para o presente ano de 2012

Plano de actividades FGYM 2012 (VG)

Para conhecimento

dos Orgãos de Comunicação Social, Membros da FGYM , Direcção da FEFD e comunidade em Geral

A FGYM informa através do comunicado em anexo a realização no passado dia 19 de Novembro de 2011, do torneio de Ginástica Impulso que de entre outros objectivos pretende relançar nas competições federadas de ginástica. Este torneio so foi possivel através do apoio da Faculdade de Educação Física e Desporto na concessão do espaco. A FGYM agradece publicamente o apoio que tem sido prestado pela FEFD ao desenvolvimento da modalidade.

COMUNICADO 2 T IMPULSO 4 PG_2

Selecção moçambicana de Rope Skipping , estreia-se com sucesso

Ai vai um cheirinho da Participação da Selecção moçambicana de Rope Skipping no 3º. Torneio Internacional de Double Dutch realizado nos dias 28 e 29 de Outubro em Paris (França).
Desde a chegada das delegações, durante os treinos de adaptação ao local das competições, assim como nos intervalos entre as provas, pode-se observar um ambiente ímpar de confraternização (provavelmente inexistente em muitas outras modalidades), observamos jovens de equipes “adversarias”, trocando experiência entre si, demonstrando e ensinando novos exercícios e técnicas uns aos outros, sem nenhuma reserva que seria de esperar tendo em conta que estavam num ambiente de competição.
A título de exemplo, os jovens moçambicanos fizeram amizade com a equipe de Portugal a quem transmitiram a sua experiência e ensinando-lhes muitos exercícios, em troca Moçambique recebeu conselhos do selecionador francês, assim como do capitão frances da selecção francesa, relativamente a técnica da corrida. No Freestyle, a equipe moçambicana aprendeu com os franceses, americanos, sul áfricanos entre outros.
De destacar que a selecção moçambicana, teve o total apoio técnico do selecionador sul áfricano em Maputo, uma semana antes do evento, onde trabalhou afincadamente com a equipe de Moçambique.
Participaram na competição cerca de 61 equipes, agrupadas em 3 categorias (Juvenis, Juniores e Séniores) em representação de 10 paises, Estados Unidos da America, França, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Portugal, Suécia, Marrocos, Moçambique e África do Sul. De destacar que Moçambique, Marrocos e Portugal eram os estreantes na prova e que o outro estreante, Quénia não se fez presente.
Fazendo um breve balanço, da participação de Moçambique, no campeonato, atribuímos uma nota bastante positiva, pois se tivermos em conta o estatuto de país estreante em competições internacionais de Rope Skipping (competindo com países com mais de 20 anos de experiência na modalidade), o curto tempo de introdução da especialidade de Double Dutch em Freestyle em Moçambique (menos de uns 6 meses) e o convite para participar na competição (cerca de 30 dias), os jovens moçambicanos fizeram história, destacando-se como a melhor selecção entre os países áfricanos assim como entre os países estreantes.
Em síntese os resultados das competições foram os seguintes:
Provas em DD3 – Double Dutch em trios, onde participaram 17 equipas
Nas provas de velocidade (corrida 2 minutos) Moçambique ficou em 10º. lugar, deixando para átras equipas da Franca, Estados Unidos, Alemanha, Dinamarca, Marrocos, Portugal e África do Sul.
Nas provas de Freestyle, realizadas com acompanhamento musical e onde é avaliada a criatividade e grau de dificuldade, Moçambique ficou no 14º. lugar, a frente das equipes de Marrocos, Portugal e África do Sul.
Provas em DD4 – Double Dutch em quartetos, onde participaram 15 equipas.
Nas provas de velocidade (corrida 2 minutos) Moçambique ficou em 12º. lugar, deixando para trás equipas dos Estados Unidos, África do Sul e Marrocos.
Nas provas de Freestyle, Moçambique ficou no 11º. lugar, a frente de duas equipes francesas, de Marrocos, e África do Sul.
A grande vencedora do 3º. Campeonato Internacional de Double Dutch foi a Bélgica, que arrecadou praticamente todas as medalhas e taças, em todas os escalões, sendo somente destronados no 1º. lugar em seniores pela Dinamarca.
Logo após a realização do campeonato formal, realizaram-se provas promocionais da modalidade, o Fusion, o Battle em velocidade e Battle em Freestyle, que tiveram como vencedores os Estados Unidos, a Bélgica e a França.
Os quatro jovens, provinientes das escolas do Aeroporto e das FPLM, conseguiram honrar o nome de Moçambique, dos seus colegas e professores, que incansavemente tem se dedicado a desenvolver a modalidade de ginástica em Moçambique, apesar dos contratempos que a modalidade tem sofrido. Estão de parabéns a Márcia, o Elvis, o Ricardo e o Arsénio, pela humildade, pelo sacrificio, pela coragem e pelos resultados alcançados, valeu a participação neste evento internacional, pela troca de experiência, pelas amizades conquistadas, pela abertura de novos horizontes.
A sua participação no evento internacional em Paris, foi o culminar e o prémio do grande esforço e dedicação destes jovens em prol do desenvolvimento da modalidade de ginástica, apenas eles saberão, avaliar o sacrificio que significou a sua participação na cerimonia de encerramento do Festival Nacional dos Jogos Escolares e nas cerimonias de abertura e de encerramento dos Jogos áfricanos, onde tambem deram um grande contrituto ao brilho e sucesso dessas nobres cerimónias.
Depois deste sucesso, os olhos e as atenções estarão viradas sobre nós, maior serà a responsabilidade e a expectativa, a fasquia esta levantada, novos desafios surgirão. Da nossa parte como temos feito até agora continuaremos a dar o nosso melhor, multiplicando as experiências adquiridas pelos nossos núcleos e associações, para o sucesso deste empreendimento, temos a esperança que a sociedade estará connosco, para o bem da ginástica e para o bem de Moçambique.
Não por último, mas para terminar agradecemos profundamente o apoio da Federação Francesa de Double Dutch (FFDD), sem o qual não teria sido possível termos participado no torneio, a FFDD suportou as despesas de transporte, alojamento e alimentação . Como retribuição a FGYM ofereceu a federação francesa um diploma de honra, pelo seu contributo ao desenvolvimento da modalidade em dois anos consecutivos.
Manifestamos a nossa gratidão, ao técnico sul áfricano, Sandily Mtonbela pela competência na preparação da selecção moçambicana para Paris.

Paris, 30 de Outubro de 2011

Mais fotos e informações, no Facebook

17 de Outubro de 2011

English Version

The Mozambican Rope Skipping team prepares hard to participate in the 3rd international Double Dutch championship in Paris. To this purpose was in Maputo during the four days the sport coordinator for África Sandyle T. to prepare the Mozambican team. It were four days of intense, incessant and painful but useful training. The team trained almost from morning to night, returning home at 21 hours. the motivation prevailed over fatigue and the team is ready to have a good presentation against other selections, with decades of experience. In addition to Mozambique África will be in Paris 28-29 October, with South África, Kenya and Morocco.
Sandyle, Congratulations and thank you, a thank you also goes to FFDD, Special thanks to Christine, that in name of the French Federation has given full support

Versão Portuguesa

A Selecção Moçambicana de Rope Skipping, prepara-se arduamente para participar do 3º campeonato internacional de Double Dutch em Paris . A esse proposito esteve em Maputo durante 4 dias o coordenador da modalidade para África Sandyle T. , para preparar a equipa moçambicana, foram 4 dias de intenso, incessante e doloroso mas proveitoso treino, a equipe praticamente treinava de manhã a noite , regressando a casa as 21 horas. A força de vontade prevaleceu sobre o cansaço e a equipe esta pronta a ter uma participação condigna frente a selecções a decadas nesta modalidade. De África além de Mocambique, estarão em Paris de 28 a 29 de Outubro , a África do Sul, Kenya e Marrocos.
Parabéns e obrigado Sandyle, agradecemos também a FFDD e em particular a Christine , que em nome da Federação Francesa tem dado todo o apoio.

Sábado dia 15 De Outubro de 2011 das 7h30 as 11h no parque dos continuadores decorrera um Festival entitulado Festival Samora Machel.

20 de julho de 2011 – Abaixo tem o endereço para o programa dos jogos escolares que decorrerão entre o dia 22.07 – 31.07

Programa_das_Competicoes_ versao final

Enquadrada nas acções da Missão Moçambique de promoção da modalidade de ginástica, a Federação de Ginástica de Moçambique (FGYM), realizou no passado dia 16 de Julho, no Estádio Nacional do Zimpeto, o 1º. Festival de Ginástica “Inclusão” para a pessoa Portadora de Deficiência Auditiva. A data do evento e o programa de actividades foram escolhidos em comemoração do 130º. Aniversário da Federação Internacional de Ginástica (FIG), dedicado a promoção da “Ginástica para Todos”, o lema do festival foi inspirado nos ideais de Samora Machel de luta pela igualdade e combate a discriminação.

O Festival teve 120 participantes entre professores e alunos da Associação Desportiva dos Surdos de Moçambique, dos núcleos de Ginástica Escolar da Cidade e Província de Maputo e da Faculdade de Educação Física e Desportos da UP. Num verdadeiro exemplo de inclusão e de combate a discriminação, o evento proporcionou muita alegria e interacção entre todos os participantes durante as diversas actividades gimnicas com arcos, com corda, jogos educativos e movimentos acrobáticos. O Festival serviu de plataforma para a integração da pessoa portadora de deficiência nas actividades da FGYM no geral e nas competições de ginástica ao nível do desporto escolar em particular.

O evento contou com o apoio da Missão Moçambique, do Fundo de Promoção Desportiva e da Direcção Nacional de Desporto, Faculdade de Educação Física e Desporto.

Comments are closed.